Abóbora


Abóbora

Abóbora

Desenganem-se os que pensam que a abóbora é só uma brincadeira do dia das bruxas!!

Trata-se na realidade de um super-alimento de elevado valor nutricional e grande versatilidade.

De facto, da abóbora nada se desperdiça, desde a casca, até as sementes sem esquecer claro a sua bela polpa e pode ser utilizada em praticamente tudo. A sua utilização é vasta desde as entradas, aperitivos, sopas, pratos principais e até em sobremesas.

No entanto, a forma tradicional de consumo da abóbora passa pela sua utilização em sopas, substituindo a batata. Esta pode ser uma óptima opção para quem quer controlar o seu peso uma vez que, com esta substituição, poupa a ingestão de mais alguns hidratos de carbono mas ganha definitivamente em sabor e ingestão de vitamina A. É precisamente nesta vitamina que reside o valor nutricional da abóbora, devido à grande quantidade de carotenos. Os carotenos têm a particularidade de não poderem ser sintetizados pelo nosso organismo, sendo por isso necessária a sua ingestão na dieta alimentar. Além destes possui também outros pigmentoscomo a luteína e a zeaxantina que lhe conferem algum potencial antioxidante resultando na tonalidade característica da abóbora. Substâncias estas que possuem um efeito benéfico na prevenção de problemas associados à visão.

Sim. Nem só de cenoura se alimentam os nossos olhos!!! A abóbora é sem dúvida nenhuma uma concorrente de peso!

Cultivo da abóbora

Visto que o sol forte acaba por queimar o fruto, é um vegetal que necessita de bastante sombra. Tradicionalmente é cultivada juntamente com o feijão e o milho, acabando por beneficiar da absorção do azoto do primeiro e da sombra produzida pelo segundo. Curioso é que acaba por obter uma maior quantidade de compostos fenólicos que os seus companheiros de sementeira. Sendo que além do mais ajudam na melhoria da pressão arterial e dos níveis de glicemia.

Abóbora em snacks

Uma das potencialidades raramente exploradas da abóbora passa pelo uso das suas sementes, ricas em magnésio, zinco e fósforo bem como fonte de gorduras insaturadas e proteínas. Os compostos presentes nestas sementes têm sido também associados à diminuição da hipertrofia prostática benigna, uma patologia que afecta bastantes homens.

Fica então aqui uma sugestão:

Lave as sementes seque-as e coloque um pouco de sal (não exagere, não queira transformar um snack saudável num perigo para a sua saúde) e deixe secar entre 24 a 48 horas e coloque-as no forno para tostar ligeiramente. E aí tem um snack de sementes de abóbora bastante rico e saboroso.

A Abóbora e o sangue

Há uns tempos atrás soube de um facto que me deixou de boca aberta e que aqui vos passo a contar.

Sendo dador de sangue, certo dia em conversa com um outro utente e dador do serviço de sangue do Hospital de Vila Franca de Xira fiquei a saber que esse dador e seus familiares faziam o controle dos cinco principais parâmetros do sangue (glicemia, colesterol, lipídeos, triglicerídeos e ureia) através de uma receita que já vinha de geração em geração na sua família.

Receita esta que efectuada durante cerca de 4 semanas seria o suficiente para restabelecer os valores normais de qualquer dos parâmetros. Aqui fica o SEGREDO da receita que o sr. Américo tão gentilmente me relatou.

RECEITA

Durante cerca de semanas deverá colocar num liquidificador cerca de 100 gramas de abóbora sem casca e juntar água. Apenas e só água. Esta foi a recomendação, não deverá adicionar nada mais além da água sobre prejuízo de alterar o efeito. Este sumo de abóbora deverá ser tomado em jejum (quinze a vinte minutos antes do pequeno-almoço). Outra advertência que me fez foi que a água deverá ser natural e a abóbora não deverá ser guardada no frigorífico, daí que me tenha aconselhado a comprar a abóbora a produtores locais para evitar que esta passe pela refrigeração antes de nos chegar às mãos.

NOTA: Não deve ser a abóbora morangueira e sim a abóbora grande, que costuma ser usada para fazer doce.

No entanto, e sendo eu curioso por natureza e até um pouco céptico, procurei na internet algo que sustentasse aquelas afirmações. Acabei por descobrir que a abóbora possui um solvente natural do colesterol LDL (o colesterol nocivo para o nosso organismo). Agora sim… fazia mais sentido!

Caso real passado com uma das minhas pacientes

Uns meses após a conversa com o sr. Américo apareceu-me numa consulta uma paciente de quarenta e poucos anos com uma ciática em estado agudo e muito avançado. Após me mostrar todos os exames de diagnóstico mostrou-me também umas análises ao sangue que tinha feito umas 3 semanas antes onde constataria que os níveis de colesterol se encontravam bem acima do valor normal. Contou-me desgostosa que não os conseguia fazer chegar, de maneira nenhuma,  aos valores normais. Lembrei-me então da receita que tinha aprendido e, contei o que tinha ficado a saber uns meses antes, no entanto ressalvei que garantias obviamente não as poderia dar (lá está o cepticismo do ser humano).

Resultado: Durante duas semanas tratei a minha paciente da dita ciática que passou completamente. No entanto, a minha paciente continuou a vir regularmente para manutenção, coisa que ainda hoje faz, tal como a aconselhei. Mas e pergunta que se põe é:

– Então e o colesterol?? Baixou?

Essa era também a minha dúvida e certo dia perguntei-lhe se tinha feito o que lhe tinha aconselhado.

Ao que a minha paciente me respondeu que esperava sinceramente que resultasse pois andava a fazer um sacrifício enorme uma vez que o gosto era intragável (foi o adjectivo por ela usado). Assegurou-me ainda que iria fazer novas análises nessa semana.

Uma semana depois foi-me visitar, sem consulta marcada para me agradecer… fiquei confuso… a princípio não percebi o agradecimento!

Trazia na sua mão as novas análises e ainda incrédula mostrou-me os resultados. Referiu-me que não apresentava valores de colesterol assim desde bem mais jovem. O SEGREDO deu resultado. Tinha passado pouco mais de mês e meio e os valores estavam normalizados. A abóbora tinha conseguido o “milagre”.

Aconselho a que, se ainda não o faz, passe a incluir a abóbora na sua alimentação.

Gostou? Deixe o seu comentário.

Posts Relacionados:

Gengibre

 
PREVINA-SE! O seu corpo agradece.

ATENÇÃO: Estas indicações são para situações gerais e preventivas, pelo que se os sintomas persistirem deverá procurar ajuda de um profissional.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: