Posts tagged ‘colesterol’

AÇAÍ – Uma benção da Natureza

AÇAÍ – Uma benção da Natureza

açaí

Hoje gostaria de vos falar de uma verdadeira Benção da Natureza, considerada a única fruta realmente completa, na natureza. O AÇAÍ.

O Açaí é uma fruta que cresce em cachos, provenientes da palmeira Euterpe oleracea, conhecida como açaizeiro, que pode atingir de 12 a 25 metros de altura e nativa das Américas Central e do Sul, principalmente na Floresta Amazónica do Brasil.

O Açaí é pequeno no tamanho, mas gigante nas propriedade que encerra. De cor púrpura escura o açaí é composto principalmente de sementes, na verdade cerca de 90% do Açaí são sementes e coberto de uma pequena quantidade de celulose – de salientar que a semente do Açaí não se come.

Dos nutrientes presentes no Açaí, destacam-se:

  • Vitaminas B1, B2, B3
  • Vitamina C
  •  Vitamina E
  • Fibras
  • Ferro
  • Magnésio
  • Cálcio
  • Aminoácidos
  • Ómega-3
  • Ómega-6
  • Ómega-9

Além disso, o Açaí possui um elevado teor de antocianinas e polifenóis (antioxidantes),  que combatem inflamações e infecções bacterianas e o envelhecimento precoce. Este alto teor de antocianinas presentes no Açaí permite combater o envelhecimento prematuro e previne sérias doenças degenerativas.

Os antioxidantes são as substâncias que protegem as nossas células contra a oxidação causadas pelos radicais livres. Os radicais livres podem danificar partes importantes das células, podendo criar mutações (alterações genéticas) do ADN, nutações estas que não sendo eliminadas dão origem a problemas gravíssimos de saude como os vários tipo de Cancro.

Açaí é muito rico em vitamina C e ácido elágico, combinação que se tem verificado ajudar a suprimir o crescimento do cancro. Os compostos polifenólicos extraído de Açaí inibem a proliferação de células cancerosas em 56-86%.

Pensa-se que os fitoquímicos do Açaí podem  interromper o processo de carcinogénese a nível molecular, matar células tumorais antes de se multiplicar. Auxilia na prevenção do cancro de próstata.

Extremamente elevado em muitas formas de fitoquímicos vegetais (antioxidantes), o Açaí pode contribuir para a capacidade de diminuir ou reverter processos típicos do envelhecimento relacionados à inflamação e dano oxidativo celular. Na verdade, o Açaí é uma das fontes mais completas de antioxidantes, e detém até dez vezes mais antioxidante que as uvas.

Açaí é também muito conhecido pelas suas capacidades de regeneração muscular, depurativas, estimulantes e energéticas proporcionando mais força e resistência, aliado ao facto de ser um dos alimentos com maior poder antioxidante (capacidade de eliminar os radicais livres) é amplamente utulizado pela comunidade desportiva inclusivée de alta competição.

Ajuda a controlar o colesterol e a diabetes.

Açaí é também bastante benéfico para a função metabólica (transformação dos alimentos no corpo), para os ossos e músculos e fortalecimento do sangue.

Devido ao seu grande conteúdo em fibras ajuda ao bom funcionamento do aparelho digestivo, reduzindo o colesterol e evitando as doenças do cólon.

Contém os ácidos gordos essenciais Omega 3, 6 e 9 que ajudam na regeneração das células, na redução do colesterol e nos problemas cardíacos. Estas são as gorduras benéficas ao nosso organismo e são muito importantes para a nossa saúde. Ao contrário de muitos outros compostos, são considerados “essenciais” porque o nosso organismo não as consegue fabricar, apesar de estarem envolvidas em funções vitais para o ser humano, especialmente na estrutura das membranas celulares e na síntese das prostaglandinas, lecitina e mielina (compostos essenciais no corpo). Estes ácidos gordos essenciais têm um papel importante para manter baixos os níveis de colesterol e triglicéridos, para a estabilização do ritmo cardíaco, para manter limpas as artérias e nivelar a pressão arterial. Para além do mais regulam as hormonas prostaglandinas que por sua vez  ajudam o organismo na distensão dos vasos sanguíneos e a diminuir a possibilidade de formação de coágulos sanguíneos. Alguns autores não consideram o Omega 9 como essencial, porque o nosso organismo o pode produzir em pequenas quantidades; de qualquer forma está associado à redução da arteriosclerose, reduz a resistência à insulina e, desta forma, equilibra a glucose.

O Açaí é rico em vitaminas A e C, também estas potentes antioxidantes que fortalecem o sistema imunitário (defesas do corpo), a pele e a formação de glóbulos vermelhos.

Contém o complexo de vitaminas B que permite que os nutrientes dos alimentos sejam melhor aproveitados ao entrarem no organismo, dando-lhe assim mais energia.

O Açaí é extremamente rico em proteínas orgânicas vegetais (tem mais proteínas que o ovo) que não produzem colesterol durante a sua digestão e é de mais fácil assimilação pelo nosso organismo que as proteínas animais (do leite, ovo ou carne).

Conhecido por nutricionistas como um ótimo alimento, o Açaí pode ajudar não só na redução de peso, como também manter uma forma saudável. Um estudo interessante do Instituto Nacional do Envelhecimento – Brasil descobriu que polpa do Açaí tem a capacidade de reduzir os efeitos negativos de uma dieta rica em gordura.

Promove a saúde da pele – Atualmente, muitos produtos de beleza modernos têm na sua composição óleo de Açaí, devidos aos seus poderes antioxidantes. Tomado internamente, os frutos também pode dar a sua pele um brilho mais saudável .

Ajuda com problemas digestivos – O consumo do açaí também ajuda a manter nosso sistema digestivo limpo e em óptmo funcionamento, dado o alto teor em fibras presente no Açaí.

Devido às suas propriedades anti-inflamatórias pode ajudar no combate às reações alérgicas.

Melhora a função mental – Estudos preliminares mostram que o Açaí pode impedir o desequilíbrio mental em mulheres na menopausa.

Outra das suas caracterrísticas é a elevação de circulação do sangue total no corpo humano, um fenómeno que pode contribuir para um aumento do desejo sexual, especialmente para os homens. Isso faz do Açaí um fruto Afrodisíaco.

Informação Nutricional do AÇAÍ

Açaí

Onde encontrar o AÇAÍ ?

Apesar de amplamente conhecido no Brasil, em Portugal não é de todo fácil encontrar esta preciosidade da natureza, até porque é uma fruta bastante perecível sendo que o seu tempo máximo de conservação, mesmo sob refrigeração, é de 12 horas. O fator responsável por esta alta perecibilidade é a elevada carga microbiana, juntamente com a degradação enzimática, responsáveis pelas alterações de cor e aparecimento do sabor azedo. Atualmente, a conservação da polpa de açaí é feita pelo processo de congelamento, o que agrega um elevado custo ao produto.

Açaí - AçaVieTendo isto em consideração uma companhia Americana – Monavie, desenvolveu um processo de liofilização a frio patenteado (conhecido como OptiAçai) dando origem a um produto de qualidade premium (AçaVie),  que garante a integridade e conservação de todas as propriedades do Açaí desde a sua colheita até ao consumidor.

AçaVie da MonaVie é composto de uma mistura de 19 frutas que fornece uma grande variedade de antioxidantes, fitonutrientes, que ajudam na manutenção da boa saúde, inibindo os radicais livres.

O Açaí tem um papel importante neste processo, pois é a fruta com maior pontuação ORAC (acrónimo para “Oxygen Radical Absorbance Capacity”, ou capacidade de absorção dos radicais oxigenados) entre todas as outras frutas e vegetais testados até à data. Devido a esta fruta e às propriedades surpreendentes nutricionais que detém, a pesquisa mostrou que, por liofilização da baga, a maioria, se não todos os fitoquímicos potentes podem ser retidos por oposição a outras formas de processos de secagem.

Este processo garante que os produtos Monavie detenham a mais elevada qualidade do mercado.

Este é sem dúvida um suplemento a considerar na sua dieta alimentar. Em breve analizarei todos os produtos da Monavie. esteja atento.

 

Entretanto deixo-vos um video onde poderão obter já alguma informação:

 

Caso tenha necessidade deste produto entre em contacto comigo, por aqui ou para o meu e-mail (victor.ferreira@corpozen.pt).

 

Gostou? Aproveite e deixe o seu comentário!

Posts Relacionados:

Alimentos ricos em Vitamina E

Alimentos ricos em Vitamina C

Alimentos ricos em Cálcio

Canela

Canela

Canela

A canela é uma das mais antigas especiarias do mundo. A sua árvore é originária do Sri Lanka e Sul da Índia onde foi descoberta há milhares de anos. É uma das melhores especiarias disponíveis em termos de saúde e nutrição. Possui propriedades curativas que vêm dos componentes activos nos seus óleos essenciais que se encontram no seu córtex e que lhe conferem uma actividade antioxidante muitíssimo alta.

A canela possui propriedades carminativas, vomitivas, anti-ulcéricas e estomacais, graças aos óleos essenciais que contêm propriedades que dissolvem melhor os alimentos, estimulam a salivação e os sucos gástricos, facilitando assim a digestão. Ajuda também a combater as digestões difíceis, a aerofagia, a acidez e estimula ainda o apetite.

Também são conhecidos os seus benefícios contra doenças respiratórias pela sua riqueza em propriedades expectorantes, anti-bacterianas e anti-inflamatórias, sendo especialmente indicados contra constipações, bronquite, faringite, laringite, anginas e tosse.

Aumenta a temperatura corporal melhorando assim a circulação e, por isso melhora os sintomas em pacientes que sofrem desta patologia. Veja aqui o artigo sobre Má Circulação.

Apesar de tudo isso, não se recomenda abandonar o tratamento convencional prescrito pelo médico, questão que jamais devemos esquecer. Até porque poderá sempre desfrutar do sabor desta especiaria, nos seus chás, já que a canela é a especiaria por excelência para aromatizar o chá.

A canela é também uma excelente fonte de manganês, de ferro, de fibra dietética e de cálcio.

 

Aplicações da canela:

Diminuição do Colesterol

Vários estudos mostraram que apenas uma colher de café de canela incluída na dieta diária pode ajudar a diminuir o colesterol e os triglicerideos.

Ajuda a controlar a Diabetes Tipo 2

Estudos científicos comprovam que a ingestão da canela ajuda a controlar a diabetes tipo 2. A sugestão do tratamento coadjuvante é consumir cerca de 6g de canela por dia.

O uso da canela ajuda a regular a pressão arterial e os níveis de açúcar no sangue. No entanto, não deve deixar de tomar os medicamentos para o controle da diabetes. A suplementação com a canela é apenas uma opção adicional para ajudar a controlar melhor a pressão arterial sistémica e diminuir a necessidade de insulina.

Um estudo conduzido, por investigadores do Ministério de Agricultura dos EUA (USDA) em 2003 realizado em 60 pessoas, no Paquistão, com Diabetes do tipo 2, ingerindo 1g de canela diariamente durante 40 dias consecutivos, mostrou uma diminuição significativa dos níveis de açúcar no sangue, do colesterol LDL, do colesterol total e dos triglicerideos.

Doenças Cardíacas

A canela consolida o sistema cardiovascular de tal maneira que provoca como que uma blindagem do corpo contra desordens relacionadas com o coração. Crê-se que a fibra e o cálcio presentes na canela proporcionam protecção contra doenças cardíacas. Incluir um pouco canela na comida ajuda as pessoas que sofrem de de pressão arterial alta e de problemas das artérias coronárias. Isto deve-se ao seu efeito antioxidante, anti.inflamatório e anti-agregante plaquetário.

Cáries

A canela utilizava-se tradicionalmente como inibidor de mau hálito e para tratar dor de molares. Poderá mastigar pequenos pedaços de canela, ou efectuar gargarejos com água da canela.

Problemas respiratórios

O canela é um remédio caseiro bastante útil para problemas respiratórios devido à sua riqueza em propriedades expectorantes, anti-bacterianas e anti-inflamatórias, sendo especialmente indicada contra as constipações, tosse, bronquites, anginas, faringites e laringites. Uma colher de sopa de mel com 1/4 pó de canela durante 3 dias seguidos ajuda a curar a tosse mais crónica e os sintomas associados. A canela também pode ajudar na cura da gripe.

Tónico cerebral

A canela impulsiona a actividade cérebral e, portanto actua como um bom tónico para o cérebro. Estudos mostraram também que cheirar canela pode impulsionar a função cognitiva da memória, o funcionamento de certas tarefas e aumentar a concentração.

Infecções

Devido às suas propriedades anti-vírus, anti-bacterianas, anti-parasitas e anticépticas, é eficaz em infecções externas e internas. A canela pode também ser eficaz contra úlceras estomacais, candidíase e até piolhos.

Amamentação

A ingestão de canela durante o período de amamentação pode ajudar na secreção de leite materno.

Dor das artrites

A canela contém compostos anti-inflamatórios que podem ser úteis na redução da inflamação e da dor e associadas à artrites.

Um estudo na universidade de Copenhague, em que os pacientes consumiram uma porção de pó da canela misturada numa colher de sopa de mel, todas as manhãs, antes do pequeno-almoço, mostrou que os pacientes sentiam um alívio significativo na dor da artrite, após uma semana e poderiam caminhar sem dores durante um mês.

Tónico digestivo

A canela pode e deve ser acrescentada às nossas refeições. À parte da adição de sabor à comida, ela ajuda também na digestão. A canela é muito eficaz para a indigestão, vómitos, mau-estar estomacal, náuseas, diarreia e flatulência. É muito útil na eliminação dos gases do estômago e dos intestinos. Também elimina diarreia, acidez e náuseas matinais. Em suma, é um excelente tónico digestivo.

Reduz infecções das vias urinárias

Pessoas que consomem canela com regularidade têm menor propensão a desenvolver infecções urinárias. A canela é um diurético por natureza e ajuda na secreção e na eliminação da urina.

Candidíase

É uma ajuda preciosa na recuperação da candidíase devido às suas propriedades antifúngicas e antibacterianas.

Acção anticoagulante

Um composto encontrado na canela chamado cinamaldeído foi bem investigado para revelar os seus efeitos sobre as plaquetas do sangue, tendo-se verificado que tem um poder anticoagulante muito forte.

Conservante natural da comida

Quando é acrescentado à comida, previne o desenvolvimento e a proliferação de bactérias, actuando como um conservante natural.

Células cancerígenas da Leucemia

Nm estudo publicado pelos pesquisadores no Ministério de Agricultura dos EUA em Maryland, a canela reduziu a proliferação das células cancerígenas da leucemia e do linfoma.

Circulação Periférica

Melhora a circulação periférica nos dedos das mãos e dos pés, já que activa a circulação e aumenta a temperatura corporal.

Ácido Úrico

De acordo com  estudos efectuados na Universidade de Nanjing (China), a canela ajuda a reduzir a actividade da enzima responsável pela produção de ácido úrico. Se salientar que um elevado teor de ácido úrico no sangue dá origem a gota.

Perda de Peso

A canela possui um efeito termogénico que estimula  o metabolismo basal, aumentando assim a “queima” de calorias.

Batido Devora Gorduras (Receita da Drª Eduarda Alves – Nutricionista

1 colher de café de canela em pó
150 ml de chá verde frio
1 colher de chá de coco ralado
1 pitada de gengibre em pó (aqui eu prefiro a raiz – evitando assim os conservantes que são adicionados ao pó)
1 rodela de abacaxi fresco
50g de iogurte magro de morango
1/2 macã
adoçante (opcional)

 

IMPORTANTE: Utilize, moderadamente, a canela. NÃO ABUSE. Em excesso pode ser tóxica.

 
Gostou? Não se esqueça de deixar o seu comentário.

Posts Relacionados:

Gengibre

Abóbora

Má Circulação

Abóbora

Abóbora

Abóbora

Desenganem-se os que pensam que a abóbora é só uma brincadeira do dia das bruxas!!

Trata-se na realidade de um super-alimento de elevado valor nutricional e grande versatilidade.

De facto, da abóbora nada se desperdiça, desde a casca, até as sementes sem esquecer claro a sua bela polpa e pode ser utilizada em praticamente tudo. A sua utilização é vasta desde as entradas, aperitivos, sopas, pratos principais e até em sobremesas.

No entanto, a forma tradicional de consumo da abóbora passa pela sua utilização em sopas, substituindo a batata. Esta pode ser uma óptima opção para quem quer controlar o seu peso uma vez que, com esta substituição, poupa a ingestão de mais alguns hidratos de carbono mas ganha definitivamente em sabor e ingestão de vitamina A. É precisamente nesta vitamina que reside o valor nutricional da abóbora, devido à grande quantidade de carotenos. Os carotenos têm a particularidade de não poderem ser sintetizados pelo nosso organismo, sendo por isso necessária a sua ingestão na dieta alimentar. Além destes possui também outros pigmentoscomo a luteína e a zeaxantina que lhe conferem algum potencial antioxidante resultando na tonalidade característica da abóbora. Substâncias estas que possuem um efeito benéfico na prevenção de problemas associados à visão.

Sim. Nem só de cenoura se alimentam os nossos olhos!!! A abóbora é sem dúvida nenhuma uma concorrente de peso!

Cultivo da abóbora

Visto que o sol forte acaba por queimar o fruto, é um vegetal que necessita de bastante sombra. Tradicionalmente é cultivada juntamente com o feijão e o milho, acabando por beneficiar da absorção do azoto do primeiro e da sombra produzida pelo segundo. Curioso é que acaba por obter uma maior quantidade de compostos fenólicos que os seus companheiros de sementeira. Sendo que além do mais ajudam na melhoria da pressão arterial e dos níveis de glicemia.

Abóbora em snacks

Uma das potencialidades raramente exploradas da abóbora passa pelo uso das suas sementes, ricas em magnésio, zinco e fósforo bem como fonte de gorduras insaturadas e proteínas. Os compostos presentes nestas sementes têm sido também associados à diminuição da hipertrofia prostática benigna, uma patologia que afecta bastantes homens.

Fica então aqui uma sugestão:

Lave as sementes seque-as e coloque um pouco de sal (não exagere, não queira transformar um snack saudável num perigo para a sua saúde) e deixe secar entre 24 a 48 horas e coloque-as no forno para tostar ligeiramente. E aí tem um snack de sementes de abóbora bastante rico e saboroso.

A Abóbora e o sangue

Há uns tempos atrás soube de um facto que me deixou de boca aberta e que aqui vos passo a contar.

Sendo dador de sangue, certo dia em conversa com um outro utente e dador do serviço de sangue do Hospital de Vila Franca de Xira fiquei a saber que esse dador e seus familiares faziam o controle dos cinco principais parâmetros do sangue (glicemia, colesterol, lipídeos, triglicerídeos e ureia) através de uma receita que já vinha de geração em geração na sua família.

Receita esta que efectuada durante cerca de 4 semanas seria o suficiente para restabelecer os valores normais de qualquer dos parâmetros. Aqui fica o SEGREDO da receita que o sr. Américo tão gentilmente me relatou.

RECEITA

Durante cerca de semanas deverá colocar num liquidificador cerca de 100 gramas de abóbora sem casca e juntar água. Apenas e só água. Esta foi a recomendação, não deverá adicionar nada mais além da água sobre prejuízo de alterar o efeito. Este sumo de abóbora deverá ser tomado em jejum (quinze a vinte minutos antes do pequeno-almoço). Outra advertência que me fez foi que a água deverá ser natural e a abóbora não deverá ser guardada no frigorífico, daí que me tenha aconselhado a comprar a abóbora a produtores locais para evitar que esta passe pela refrigeração antes de nos chegar às mãos.

NOTA: Não deve ser a abóbora morangueira e sim a abóbora grande, que costuma ser usada para fazer doce.

No entanto, e sendo eu curioso por natureza e até um pouco céptico, procurei na internet algo que sustentasse aquelas afirmações. Acabei por descobrir que a abóbora possui um solvente natural do colesterol LDL (o colesterol nocivo para o nosso organismo). Agora sim… fazia mais sentido!

Caso real passado com uma das minhas pacientes

Uns meses após a conversa com o sr. Américo apareceu-me numa consulta uma paciente de quarenta e poucos anos com uma ciática em estado agudo e muito avançado. Após me mostrar todos os exames de diagnóstico mostrou-me também umas análises ao sangue que tinha feito umas 3 semanas antes onde constataria que os níveis de colesterol se encontravam bem acima do valor normal. Contou-me desgostosa que não os conseguia fazer chegar, de maneira nenhuma,  aos valores normais. Lembrei-me então da receita que tinha aprendido e, contei o que tinha ficado a saber uns meses antes, no entanto ressalvei que garantias obviamente não as poderia dar (lá está o cepticismo do ser humano).

Resultado: Durante duas semanas tratei a minha paciente da dita ciática que passou completamente. No entanto, a minha paciente continuou a vir regularmente para manutenção, coisa que ainda hoje faz, tal como a aconselhei. Mas e pergunta que se põe é:

– Então e o colesterol?? Baixou?

Essa era também a minha dúvida e certo dia perguntei-lhe se tinha feito o que lhe tinha aconselhado.

Ao que a minha paciente me respondeu que esperava sinceramente que resultasse pois andava a fazer um sacrifício enorme uma vez que o gosto era intragável (foi o adjectivo por ela usado). Assegurou-me ainda que iria fazer novas análises nessa semana.

Uma semana depois foi-me visitar, sem consulta marcada para me agradecer… fiquei confuso… a princípio não percebi o agradecimento!

Trazia na sua mão as novas análises e ainda incrédula mostrou-me os resultados. Referiu-me que não apresentava valores de colesterol assim desde bem mais jovem. O SEGREDO deu resultado. Tinha passado pouco mais de mês e meio e os valores estavam normalizados. A abóbora tinha conseguido o “milagre”.

Aconselho a que, se ainda não o faz, passe a incluir a abóbora na sua alimentação.

Gostou? Deixe o seu comentário.

Posts Relacionados:

Gengibre

 
PREVINA-SE! O seu corpo agradece.

ATENÇÃO: Estas indicações são para situações gerais e preventivas, pelo que se os sintomas persistirem deverá procurar ajuda de um profissional.